#porum2018maisconsciente, a hashtag da Vânia

vania-lollytaste-blog-2018-consciente
Crédits by Bless Woman

No último ano, a minha querida Vânia do blog Lolly Taste, criou um movimento #porum2017semnoias para trazer paz e tranquilidade à sua vida. Este ano, criou o #porum2018maisconsciente e não vejo hashtag mais apropriado para a minha vida e para este blog, neste momento.

Por isso para 2018 criei a hashtag #porum2018maisconsciente Porque numa altura em que vivemos tão online e consumimos tanto a vida alheia é importante estarmos mais conscientes de nós próprios. Dos nossos limites. Mais conscientes das conquistas que fazemos. Dos erros que cometemos. Mais conscientes do impacto que temos na vida das pessoas com as coisas que dizemos e as partilhas que fazemos. – por Vânia Duarte, Lolly Taste Blog

Por isso, resolvi elencar uma série de coisas que tenho como objetivo melhorar e tornar mais consciente, durante este ano.

#porum2018maisconsciente

+ de mim

É de todos a mais importante e aquela que mais diferença faz. Nos últimos 3 anos, tenho “levado a cabo” uma experiência de autoconhecimento enorme. Tudo começou quando percebi que a Margarida queria fazer e ser mais coisas do que aquilo que tinha sido em 2015, treinadora. E desde então, tem sido uma viagem de autoconhecimento enorme. Descobri muitas facetas de mim própria e deparei-me com tantas dúvidas e incertezas que nunca me tinham sobrevoado a mente.

Não é tarefa fácil, isto de queremos saber quem somos e para onde queremos ir. Na verdade, ainda não sei responder a todas essas perguntas, nem se algum dia saberei. Mas acredito que é muito importante questionar-me e procurar essas respostas. Estar mais consciente de mim tem sido extremamente revelador e uma aprendizagem constante.

por-um-2018-mais-consciente-margarida-pestana

+ do mundo

Não, isto não é para ser uma daquelas respostas à “miss” mas, a verdade é que há muita coisa a que fechamos os olhos ou não questionamos, só porque sim. Não estamos habituados a por em causa as coisas mais normais do nosso dia-a-dia e por vezes era bom que o fizéssemos. Há pouco mais de 1 ano, deixei de consumir carne, por opção, porque estava cada vez mais ciente da indústria e não queria contribuir para isso e, só a ideia de pensar em comer carne me deixava enjoada. Tornei-me igualmente, muito menos consumista – acreditem que cheguei a achar que tinha uma adição -, comecei a ter mais plantas em casa e a cuidar delas mas, sei que também ainda tenho muita coisa para melhorar e fazer!

vaporizador-de-plantas

+ do tempo

Este é um dos mais difíceis para mim. Quem me conhece bem, sabe que eu sou a ansiedade em pessoa, que sofro muito por antecipação e tento muita dificuldade em desfrutar o presente, por que estou sempre lá à frente, a pensar no futuro e no que vai acontecer. Isso causa-me uma ansiedade dos diabos. Além de que, nunca aproveito o que estou a viver. Então um dos meus desejos #porum2018maisconsciente é estar mais atenta ao presente e ao agora. Relevar mais, entregar mais para o universo e focar-me no momento.

+ do meu impacto

Apesar de uma das minhas frases para 2018 ser “só és responsável pelos teus sentimentos e emoções e nunca pelos dos outros”, tudo o que digo e faço tem impacto e influencia de alguma forma os que estão à minha volta. Por isso, quero fazê-lo de forma mais consciente e positiva. Uma destas formas surgiu através do movimento “Who Made My Clothes?” que descobri através do documentário da Netflix “True Cost”e mudou a forma como eu consumia.

movimento-who-made-my-clothes
Fash Revolution – Portugal

E vocês, há alguma coisa, para além destas, que querem melhorar para terem um 2018 mais consciente?

Contem-me tudo. ♥

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CommentLuv badge

Segue-me

  • Senão podes apanhar um avião para viajares, pega num livro e deixa-te levar.
.
Se és como eu e, nem sempre consegues manter uma rotina de leitura, porque não experimentas um desafio mensal?
.
Aqui ficam alguns em que podes participar:
• #umaduziadelivros da @ritadanova;
• @umlivrodebaixodaasa da @ascavalitasdovento;
• @hmbookgang da @helenaimagalhaes ;
• #thebibliophileclub da @asofiaworld • Livros à Sexta, do @armazemdeideiasilimitada 
Não há desculpas para não ler 📚
  • Dos meus 28 anos, vivi durante dois nesta rua. Não foi a minha segunda morada, antes disso ainda passei por outras paragens. No entanto, nenhuma me marcou como esta.
.
Acredito no destino, que não há coincidências e que a vida, nos espera onde fazemos falta.
.
Foi em Cascais que tive a primeira prova nacional em 2009. Foi em Cascais que embarquei numa aventura incrível, em 2012, onde cresci enquanto pessoa e como treinadora, durante os três anos que se tornaram a minha vida. E foi exatamente a Cascais que voltei, na primeira prova, depois de três anos fora da ginástica.
.
A vida é muito sábia. Faz-nos sempre voltar a casa. ❤️
  • A pensar que quando lá voltar, tenho um punhado de visitas a fazer a Barcelona de 1945.
.
🖤 Zafón, do meu coração.
  • Quem me conhece sabe que tenho um fraquinho para a palhaçada e que gosto de brincar e tentar ser cómica.
.
Nem sempre consigo (ahah) mas é algo que gosto de explorar. Bem como fazer estas brincadeiras, estes trocadilhos, por vezes inteligentes.
.
É como diz o outro: “Entendidos vão entender”!🙈😝📸
  • Aprender, treinar, treinar, melhorar.
.
Não há forma de dizer isto, nem outra maneira de o fazer. Só com treino podemos melhorar as nossas capacidades.
.
Ando a testar novas edições, novas ferramentas e a tentar trazer mais qualidade para as minhas fotografias.
.
O caminho, faz-se caminhando. 👣
.
(Deslizando:
1. Fotografia editada no Lightroom e finalizada no Photoshop; ➡️ 2. e 3. Detalhes: ➡️ 4. Arquivo RAW)
  • Às vezes andamos tão em baixo que, quando menos esperamos, cai-nos no colo mimos que só podemos agradecer com muita gratidão e aprender que a vida é mesmo assim, feita de fases.
.
No início do mês recebi um convite para dar um workshop de fotografia. Foi a primeira vez que o fiz. Podia ter tido um medo tal que me fizesse recusar, mas aceitei-o com todo o entusiasmo do mundo.
.
Foi uma experiência incrível e fiquei certa, de que quero voltar a repetí-la.
.
Andei muito caladinha em relação a isto, porque queria que desse tudo certo. E deu! 🙏🏻
.
 Hoje conto-vos tudo ao pormenor, no blog.
[link na bio]