Dei o meu primeiro workshop de fotografia

dei-o-meu-primeiro-workshop-de-fotografia-01
Por Sílvia Araújo

Olá, olá!

Como já vos tinha contado por aqui e lá pelo instagram, as coisas têm andado meio paradas devido ao modo “Blue January”. Foi mesmo um mês para deixar tudo a cozinhar, bem da forma como estava e não mexer muito para não levantar fervura. No entanto, hoje venho contar-vos como às vezes achamos que a vida está tão má e, de repente, aparecem pequenos mimos, que mudam tudo e nos fazem olhar com gratidão para o que nos acontece.

Estava já janeiro a dar as últimas quando recebi um convite para dar um workshop de fotografia, apenas uns dias mais tarde. Eu? Um workshop de fotografia?! Podia ter-se gerado o pânico (exatamente como aconteceu neste momento), mas curiosamente a minha reação foi oposta e, mesmo com o timming de preparação super apertado, vi-me a braços com um entusiasmo e uma motivação que não tinha sequer vislumbrado nos 30 ou 60 dias anteriores.

Podia não ter muito tempo de preparação, podia até não estar na altura de me colocar à frente de uma plateia e falar sobre aquilo que me apaixona – porque na verdade, tudo tem o seu tempo e eu, ainda agora comecei – mas, senti que o queria muito fazer e que não tinha nada a perder. Além disso, dar workshops e formações na área é um dos meus objetivos de carreira a médio/longo prazo.

Se o universo me estava a colocar esta oportunidade assim, de mão beijada, eu tinha de a agarrar, fosse qual fosse o resultado final.

Então agarrei na minha energia que andava adormecida há semanas e coloquei tudo o que tinha nessa tarefa, enquanto o entusiasmo e a excitação aumentava. Claro que, também havia um quê de nervosinho, mas foi sempre algo bom e positivo, que me mantinha alerta.

O Workshop

O convite surgiu da parte da Câmara Municipal de Cascais, pelo departamento de Promoção do Talento. A iniciativa chama-se Hora do Talento, é destinada aos trabalhadores da Câmara e a alguns convidados externos, que partilham os seus hobbies ou interesses, de forma a fomentar esses gostos nos trabalhadores e a permitir-lhes um espaço para a descoberta dos seus talentos.

Não me podia ter identificado mais com esta iniciativa, porque acredito que é essencial fomentar e enaltecer os talentos das pessoas com quem trabalhamos ou que trabalham para nós (para uma empresa ou para uma autarquia, no caso). Quando trabalhei na função pública sempre disse que são as pessoas que fazem os locais de trabalho e que se as conseguirmos manter motivadas e deixá-las à vontade, para manifestar aquilo que são as suas capacidades e talentos, a “casa” só tem a ganhar com isso.

Desta forma, foi como muito gosto que estive presente no dia 1 de fevereiro (novo mês, nova motivação) e que, durante uma hora partilhei, com cerca de 15 pessoas, tudo aquilo que sei sobre fotografia para mobile. Falei mais precisamente, daquelas regras de composição que fazem toda a diferença e que fazem destacar as nossas fotografias.

Não nego que estivesse nervosa, é claro que estava! Queria tanto dizer tudo aquilo que era importante, que durante o discurso dava comigo com a garganta seca e até cansada de falar. Mas lá fui, encontrando a velocidade certa e o equilíbrio na comunicação. Só quando se tenta é que se consegue.

Foi uma hora bem passada que passou a correr e onde a interação dos participantes foi essencial, assim como o seu feedback.

Sei que ainda tenho muito a melhorar, muito a aprender e muito que experimentar, mas foi uma experiência incrível que quero voltar a repetir. Sem medos. Só com a confiança de que, quando o fazemos de coração e com completa verdade, as coisas podem correr bem.

♥ | Agradeço mais uma vez, à Marta Dias, à Carolina Rodrigues e a Câmara Municipal de Cascais, pela oportunidade que me ofereceram e os meus parabéns pela iniciativa. E claro, aos participantes que foram incríveis para o sucesso deste meu primeiro workshop de fotografia.

Algumas fotografias partilhadas pelos participantes e tiradas por mim durante este workshop.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CommentLuv badge

Segue-me

  • Senão podes apanhar um avião para viajares, pega num livro e deixa-te levar.
.
Se és como eu e, nem sempre consegues manter uma rotina de leitura, porque não experimentas um desafio mensal?
.
Aqui ficam alguns em que podes participar:
• #umaduziadelivros da @ritadanova;
• @umlivrodebaixodaasa da @ascavalitasdovento;
• @hmbookgang da @helenaimagalhaes ;
• #thebibliophileclub da @asofiaworld • Livros à Sexta, do @armazemdeideiasilimitada 
Não há desculpas para não ler 📚
  • Dos meus 28 anos, vivi durante dois nesta rua. Não foi a minha segunda morada, antes disso ainda passei por outras paragens. No entanto, nenhuma me marcou como esta.
.
Acredito no destino, que não há coincidências e que a vida, nos espera onde fazemos falta.
.
Foi em Cascais que tive a primeira prova nacional em 2009. Foi em Cascais que embarquei numa aventura incrível, em 2012, onde cresci enquanto pessoa e como treinadora, durante os três anos que se tornaram a minha vida. E foi exatamente a Cascais que voltei, na primeira prova, depois de três anos fora da ginástica.
.
A vida é muito sábia. Faz-nos sempre voltar a casa. ❤️
  • A pensar que quando lá voltar, tenho um punhado de visitas a fazer a Barcelona de 1945.
.
🖤 Zafón, do meu coração.
  • Quem me conhece sabe que tenho um fraquinho para a palhaçada e que gosto de brincar e tentar ser cómica.
.
Nem sempre consigo (ahah) mas é algo que gosto de explorar. Bem como fazer estas brincadeiras, estes trocadilhos, por vezes inteligentes.
.
É como diz o outro: “Entendidos vão entender”!🙈😝📸
  • Aprender, treinar, treinar, melhorar.
.
Não há forma de dizer isto, nem outra maneira de o fazer. Só com treino podemos melhorar as nossas capacidades.
.
Ando a testar novas edições, novas ferramentas e a tentar trazer mais qualidade para as minhas fotografias.
.
O caminho, faz-se caminhando. 👣
.
(Deslizando:
1. Fotografia editada no Lightroom e finalizada no Photoshop; ➡️ 2. e 3. Detalhes: ➡️ 4. Arquivo RAW)
  • Às vezes andamos tão em baixo que, quando menos esperamos, cai-nos no colo mimos que só podemos agradecer com muita gratidão e aprender que a vida é mesmo assim, feita de fases.
.
No início do mês recebi um convite para dar um workshop de fotografia. Foi a primeira vez que o fiz. Podia ter tido um medo tal que me fizesse recusar, mas aceitei-o com todo o entusiasmo do mundo.
.
Foi uma experiência incrível e fiquei certa, de que quero voltar a repetí-la.
.
Andei muito caladinha em relação a isto, porque queria que desse tudo certo. E deu! 🙏🏻
.
 Hoje conto-vos tudo ao pormenor, no blog.
[link na bio]