Margem Sul procura Visionários, para relação séria!

margem-sul-procura-visionarios

Podia ser um anúncio de jornal ou de qualquer outro site de emprego, mas é uma espécie de manifesto sobre a necessidade de tornar a Margem Sul, num lugar ainda melhor.

Eu sempre fui a “apaixonadinha de Lisboa”, foi lá que sempre quis trabalhar e viver, porque era o epicentro de tudo. Dos eventos, da cultura, das oportunidades. Eram onde estavam grande parte dos meus amigos e onde a energia me deixava tão contagiada, que me sentia sempre inspirada e feliz. Quando retomei a casa dos meus pais, na Margem Sul (entre o Barreiro e a Moita), já com 26 anos em cima, a minha perspetiva sobre “lar” também mudou e comecei a gozar mais dos benefícios que é viver deste lado mais a Sul do Tejo: rápida acessibilidade à capital e ao mesmo tempo, sentir a tranquilidade de viver afastada de tanta agitação.

Hoje gosto muito mais de viver aqui, mas continuam a faltar algumas coisas que têm sido essenciais para mim nestes tempos, em que me tornei trabalhadora independente por conta própria.

Faltam espaços de trabalho partilhado!

Desde cafés onde possa trabalhar – recomendo muito o Coffeetaria, no Parque da Cidade do Barreiro -, coworks e iniciativas que promovam a partilha de ideias e o crescimento comum. Eu adoro trabalhar fora de casa, mas sinto-me sempre muito limitada porque, não me posso sentar em qualquer lugar e ligar o computador, ou até posso mas, não tenho como o carregar, o wi-fi não é fantástico ou então, está tão cheio que me sinto mal em ficar ali a ocupar uma mesa, com pessoas à espera.

Claro que temos as bibliotecas – e que ajudam bastante, graças a deus e a do Barreiro e da Moita são ótimas – mas falta-lhes aqueles espírito empreendedor, falta a tal partilha. Não se criam sinergias, não se discutem pontos de vista, não se cresce em comunidade. E qualquer um de nós, trabalhador independente ou não, das áreas criativas ou não, precisa disso!

Um dos meus sonhos de vida é criar um espaço de cowork, na zona onde vivo, para proporcionar aos jovens e aos trabalhadores daqui, as oportunidades de que sinto falta – que sei que poderiam contribuir em muito para o meu percurso – e que, acabam por tantas vezes nos motivar a fugir para a capital.

Aqui pouco ou nada existe e, do que existe, a informação é escassa e desatualizada. Está na altura de fazermos mais, de olharmos para dentro e ouvirmos quem vai escrever o futuro. De ouvirmos as suas necessidades e apoiarmos os seus projetos. Eu não quero ter de sair da “minha terra” para ir trabalhar, eu não quero que continue a ser apenas um local de dormitório. Eu quero torná-la a verdadeira #margemcerta para viver, para trabalhar, para educar os meus futuros filhos e dar-lhes verdadeiras possibilidades de crescimento pessoal e profissional.

É preciso olhar-se para Lisboa como exemplo e não com rivalidade e olhar para a Margem Sul, não como o deserto, mas sim com potencial de desenvolvimento. E é preciso fazer-se algo com isso, porque não falta procura!

Se conhecerem alguns projetos municipais/investidores/empresas que sirvam esta necessidade ou tenham esta mesma motivação, partilhem!

3 comments

  1. Também adorava ter o meu próprio cowork! Aliás até procurei lugares para trabalhar como recepcionista, acho que tenho o perfil certo =) mas tou na outra margem, por isso
    Desejo te toda a sorte do mundo! Experimenta enviar uma carta à Câmara para a cedência dum espaço, podes fazer uma campanha crowdfunding para pequenas obras ou mudanças no espaço =) tens um poder de argumentação enorme, tenho a certeza que vais conseguir!
    Depois convidas as amigas bloggers para divulgarmos nas redes. Beijocassss

  2. Projectos de co-working serão sempre bem vindos! Nesta era digital em que muitos optam por ser freelancers ou ter os seus projectos através da redes sociais, é essencial criar postos de partilha e comunicação, para que a criatividade seja estimulada e se de vida ao verdadeiro conceito de social influencers 🙂
    Obrigado por estares a fazer de tudo para deixar a tua marca positiva !

    xx

    With love and light ☀
    Patricia & Miguel
    http://www.freeoversea.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CommentLuv badge

Segue-me

  • Tenho saudades de levantar voo. Do friozinho na barriga quando sentes aquele ímpeto em direcção ao céu.
Pertenco a todos os lugares onde nunca fui e me esperam. E a todos aqueles onde deixei um pouco de mim.

Para onde vou agora?
// postcard from Geneve, 2015.
  • Não é o #10yearschallenge mas a diferença é de apenas um ano.

Em agosto de 2010, rumei a Cabo Verde com o grupo de escuteiros em que me incluía.
Já nesta altura a máquina fotografica me acompanhava.

Comecei a tomar mais gosto e a desejar ter esta princesa, quando o Rui, meu colega de grupo, começou a levar a dele para os acampamentos e atividades. Os meus olhos brilhavam sempre que pegava na máquina fotográfica dele e desatava a disparar cliques aqui e ali. Ainda sem grande noção do que fazia, sem grande intenção, mas extremamente apaixonada.

Depois de Cabo Verde, andamos por Londres, Barcelona, Antuérpia, Bruxelas, Paris, Genebra e tantas outras cidades do País, sempre juntas.

Tenho a minha 77D há menos de um ano. Fizemos a primeira viagem até Madrid e já só sonho com novas aventuras por aí fora.
Se há coisa que gostava, era de viajar pelo mundo para o fotografar.

Também tens um sonho, daqueles incríveis? 📸 @ruipperes
  • "Gostaria de crer que isto é uma história que estou a contar. Preciso de crê-lo. Tenho de crê-lo. Aquelas que conseguem acreditar que semelhantes histórias são apenas histórias, têm melhores possibilidades.
Se é uma história que estou a contar, então posso controlar o fim. Então haverá um fim, para a história, e a vida real virá depois. Posso retomar o fio onde me interrompi."
.
📚 // ainda não cheguei a meio desta história e ja me embrulhou o estômago várias vezes.
.
Assusta-me pensar que, talvez não tenha sido há tanto tempo assim uma realidade semelhante ou que, a distância futura não me pareça tão descabida.
.
É aterrozizador pensar nisto, mas quando olho o mundo a cru vejo a loucura insana e o desrespeito constante pelo outro.
. 
É uma história perturbadora mas é também um agitador de águas. Que tenhamos a lucidez necessária para reconhecer todos os sinais!
.
➸ para janeiro em #umaduziadelivros: Crónica de Uma Serva, de Margaret Atwood
  • Mais 365 novos dias para fazermos o que nos faz feliz.

Estou a aproveitar esta semana para preparar o ano, que não consegui deixar tudo pontinho antes do final do ano. É mesmo assim, fazer e refazer. 🙈

Estou a aproveitar as dicas que a @filipammaia deixou num dos seus videos do YouTube e a construir - passito a passito 💃 - o planeamento para os próximos 6 meses. Dá tantooooo jeito, mesmo para quem não tem um negócio, é interessante pensar naquelas questões todas ⇛ Ide lá ver 🙌🏼 // Quem reparou que temos um visual diferente por aqui?
É verdade, este refresh vem acompanhar o blog que também tem cara lavada, para ver já amanhã! 🤗

Aos inícios! 🥂
#mpestanaphoto
📷 @anapestana_
#tribejldesign
  • ⟴ DIVERSÃO // Foi esta a palavra que escolhi para me acompanhar no ano de 2019.
Se o ano que passou foi muito dedicado ao trabalho e à descoberta de mim mesma neste aspecto, agora é tempo de relaxar um bocadinho e curtir.

Falta-me isso. Falta-me rir até doer a barriga, fazer coisas meio malucas e aproveitar. Não quero muito, não existem muitas resoluções a não ser, divertir-me. Curtir tudo o que vier. Equilibrar o Yin-yang e priorizar ser feliz, seja lá como for.

Que o vosso ano, seja também repleto de diverso.
💃🎉
#mpestanaphoto
#tribejldesign
  • ⟴ DIVERSÃO // Foi esta a palavra que escolhi para me acompanhar no ano de 2019.
Se o ano que passou foi muito dedicado ao trabalho e à descoberta de mim mesma neste aspecto, agora é tempo de relaxar um bocadinho e curtir.

Falta-me isso. Falta-me rir até doer a barriga, fazer coisas meio malucas e aproveitar. Não quero muito, não existem muitas resoluções a não ser, divertir-me. Curtir tudo o que vier. Equilibrar o Yin-yang e priorizar ser feliz, seja lá como for.

Que o vosso ano, seja também repleto de diverso.
💃🎉
#mpestanaphoto
#tribejldesign