“Uma Cena Muito Gira”, por Cascais | by Armazém de Ideias Ilimitadas

Quantas vezes pararam para conhecer, com olhos de ver e coração aberto, a cidade onde vivem?
Pois bem, esse foi o mote lançado pela Susanita e pela Rosarinho, do blog Armazém de Ideias Ilimitadas, quando me convidaram – a mim e a mais umas miúdas super inspiradoras – para “Uma Cena Muito Gira”, por Cascais.

Para quem não sabe, eu vivi durante três anos em Cascais, que considero como minha segunda casa. Foi lá que arrisquei a minha independência, foi lá que me encontrei com o mar todos os dias, foi lá que fiz amigos para a vida, que aprendi sobre mim e sobre aquilo que fazia, que alcancei palcos que nunca antes tinha pisado, foi lá que me apaixonei pelo amor da minha vida.

Cascais, tem muitos significados para mim. Caminhei muito por todas aquelas ruas, mas nunca, nunca tinha conhecido Cascais pelos olhos de outra pessoa. E foi mesmo isso que aconteceu, pela querida Marisa, que agradeço já toda a sua disponibilidade de nos levar a rever lugares tão especiais para mim e também, dar-lhes um significado diferente, com a sua história.

Quero partilhar convosco não só por onde andamos, mas também algumas fotografias que fui tirando durante este dia.

Começamos o dia com um brunch incrível tomado no Dona Flor Café & Bistro, que me deixou de barriga cheia mas completamente feliz! Acho que poderia de viver de brunchs todos os dias, que não me importava.

Seguimos pela vila, pelas suas ruas incríveis, onde a arte secular se mistura com o contemporâneo da arte urbana. Com as histórias e influências do tempo de D. Carlos I e do pai D. Luís I de Portugal, as imagens da corte passeando-se em direção à Baia e da expectativa de nos cruzarmos com esse “rei do povo” atual, que é o nosso presidente da república, Marcelo Rebelo de Sousa (não tivemos tal sorte).

Aproveitei para roubar uns quantos retratos, no parque Marechal Carmona e para conhecer esta livraria incrível – a Déjà Lú – que vende livros já lidos e cujas vendas revertem inteiramente a favor da Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21. É um projeto incrível, com uma qualidade imensa, num espaço que me deixou a sonhar e com a vontade de lá viver. Encontram de tudo e o que mais me impressionou foram os títulos tão recentes que têm com um valor impressionante. Vou voltar, de certeza!

A Déjà Lú, encontra-se fixada no Art District dentro da Cidadela de Cascais e todas as pessoas que lá trabalham são voluntários, para esta causa tão importante. Façam o favor de conhecer, vão adorar!

Muito obrigada às queridas Susana e Rosarinho por este convite e dia tão bonito, foi um prazer estar na vossa companhia!

uma-cena-muito-gira-cascais-2 (4)

E porque não, lançar-vos o desafio e organizarem para os vossos amigos “Uma Cena Muito Gira”, nos locais onde vivem? Quão verdadeiramente conhecem a história dos recantos por onde passam todos os dias?

VAI ACONTECER | 17 DE NOVEMBRO

No dia 17 de Novembro de 2018, vai acontecer o Open Day do Armazém de Ideias Ilimitadas, onde de várias atividades ao vosso dispor, vou participar numa mesa redonda com o tema “Porquê Bloggar? – O que nos Motiva”. Vai acontecer no Souk – Mercado do Mundo, em Cascais e vou estar acompanhada das minhas queridas amigas e bloggers: Andreia Moita, Vânia Duarte, Catarina Alves de Sousa e Joana Clara. Estou super entusiasmada e espero ver-vos por lá!

4 comments

  1. Querida Margarida!
    Que bom foi aquele sábado na tua companhia e que bom é, agora, ler este teu post. Saber que Cascais é a tua segunda casa e sentir a nossa vila através das tuas palavras enche o nosso coração de alegria.
    Gratas por esta tua partilha e mais uma vez obrigada por voltares a Cascais no dia 17 de novembro.
    Rosarinho e Susana

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CommentLuv badge

Segue-me

  • Senão podes apanhar um avião para viajares, pega num livro e deixa-te levar.
.
Se és como eu e, nem sempre consegues manter uma rotina de leitura, porque não experimentas um desafio mensal?
.
Aqui ficam alguns em que podes participar:
• #umaduziadelivros da @ritadanova;
• @umlivrodebaixodaasa da @ascavalitasdovento;
• @hmbookgang da @helenaimagalhaes ;
• #thebibliophileclub da @asofiaworld • Livros à Sexta, do @armazemdeideiasilimitada 
Não há desculpas para não ler 📚
  • Dos meus 28 anos, vivi durante dois nesta rua. Não foi a minha segunda morada, antes disso ainda passei por outras paragens. No entanto, nenhuma me marcou como esta.
.
Acredito no destino, que não há coincidências e que a vida, nos espera onde fazemos falta.
.
Foi em Cascais que tive a primeira prova nacional em 2009. Foi em Cascais que embarquei numa aventura incrível, em 2012, onde cresci enquanto pessoa e como treinadora, durante os três anos que se tornaram a minha vida. E foi exatamente a Cascais que voltei, na primeira prova, depois de três anos fora da ginástica.
.
A vida é muito sábia. Faz-nos sempre voltar a casa. ❤️
  • A pensar que quando lá voltar, tenho um punhado de visitas a fazer a Barcelona de 1945.
.
🖤 Zafón, do meu coração.
  • Quem me conhece sabe que tenho um fraquinho para a palhaçada e que gosto de brincar e tentar ser cómica.
.
Nem sempre consigo (ahah) mas é algo que gosto de explorar. Bem como fazer estas brincadeiras, estes trocadilhos, por vezes inteligentes.
.
É como diz o outro: “Entendidos vão entender”!🙈😝📸
  • Aprender, treinar, treinar, melhorar.
.
Não há forma de dizer isto, nem outra maneira de o fazer. Só com treino podemos melhorar as nossas capacidades.
.
Ando a testar novas edições, novas ferramentas e a tentar trazer mais qualidade para as minhas fotografias.
.
O caminho, faz-se caminhando. 👣
.
(Deslizando:
1. Fotografia editada no Lightroom e finalizada no Photoshop; ➡️ 2. e 3. Detalhes: ➡️ 4. Arquivo RAW)
  • Às vezes andamos tão em baixo que, quando menos esperamos, cai-nos no colo mimos que só podemos agradecer com muita gratidão e aprender que a vida é mesmo assim, feita de fases.
.
No início do mês recebi um convite para dar um workshop de fotografia. Foi a primeira vez que o fiz. Podia ter tido um medo tal que me fizesse recusar, mas aceitei-o com todo o entusiasmo do mundo.
.
Foi uma experiência incrível e fiquei certa, de que quero voltar a repetí-la.
.
Andei muito caladinha em relação a isto, porque queria que desse tudo certo. E deu! 🙏🏻
.
 Hoje conto-vos tudo ao pormenor, no blog.
[link na bio]