“Uma Cena Muito Gira”, por Cascais | by Armazém de Ideias Ilimitadas

Quantas vezes pararam para conhecer, com olhos de ver e coração aberto, a cidade onde vivem?
Pois bem, esse foi o mote lançado pela Susanita e pela Rosarinho, do blog Armazém de Ideias Ilimitadas, quando me convidaram – a mim e a mais umas miúdas super inspiradoras – para “Uma Cena Muito Gira”, por Cascais.

Para quem não sabe, eu vivi durante três anos em Cascais, que considero como minha segunda casa. Foi lá que arrisquei a minha independência, foi lá que me encontrei com o mar todos os dias, foi lá que fiz amigos para a vida, que aprendi sobre mim e sobre aquilo que fazia, que alcancei palcos que nunca antes tinha pisado, foi lá que me apaixonei pelo amor da minha vida.

Cascais, tem muitos significados para mim. Caminhei muito por todas aquelas ruas, mas nunca, nunca tinha conhecido Cascais pelos olhos de outra pessoa. E foi mesmo isso que aconteceu, pela querida Marisa, que agradeço já toda a sua disponibilidade de nos levar a rever lugares tão especiais para mim e também, dar-lhes um significado diferente, com a sua história.

Quero partilhar convosco não só por onde andamos, mas também algumas fotografias que fui tirando durante este dia.

Começamos o dia com um brunch incrível tomado no Dona Flor Café & Bistro, que me deixou de barriga cheia mas completamente feliz! Acho que poderia de viver de brunchs todos os dias, que não me importava.

Seguimos pela vila, pelas suas ruas incríveis, onde a arte secular se mistura com o contemporâneo da arte urbana. Com as histórias e influências do tempo de D. Carlos I e do pai D. Luís I de Portugal, as imagens da corte passeando-se em direção à Baia e da expectativa de nos cruzarmos com esse “rei do povo” atual, que é o nosso presidente da república, Marcelo Rebelo de Sousa (não tivemos tal sorte).

Aproveitei para roubar uns quantos retratos, no parque Marechal Carmona e para conhecer esta livraria incrível – a Déjà Lú – que vende livros já lidos e cujas vendas revertem inteiramente a favor da Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21. É um projeto incrível, com uma qualidade imensa, num espaço que me deixou a sonhar e com a vontade de lá viver. Encontram de tudo e o que mais me impressionou foram os títulos tão recentes que têm com um valor impressionante. Vou voltar, de certeza!

A Déjà Lú, encontra-se fixada no Art District dentro da Cidadela de Cascais e todas as pessoas que lá trabalham são voluntários, para esta causa tão importante. Façam o favor de conhecer, vão adorar!

Muito obrigada às queridas Susana e Rosarinho por este convite e dia tão bonito, foi um prazer estar na vossa companhia!

uma-cena-muito-gira-cascais-2 (4)

E porque não, lançar-vos o desafio e organizarem para os vossos amigos “Uma Cena Muito Gira”, nos locais onde vivem? Quão verdadeiramente conhecem a história dos recantos por onde passam todos os dias?

VAI ACONTECER | 17 DE NOVEMBRO

No dia 17 de Novembro de 2018, vai acontecer o Open Day do Armazém de Ideias Ilimitadas, onde de várias atividades ao vosso dispor, vou participar numa mesa redonda com o tema “Porquê Bloggar? – O que nos Motiva”. Vai acontecer no Souk – Mercado do Mundo, em Cascais e vou estar acompanhada das minhas queridas amigas e bloggers: Andreia Moita, Vânia Duarte, Catarina Alves de Sousa e Joana Clara. Estou super entusiasmada e espero ver-vos por lá!

4 comments

  1. Querida Margarida!
    Que bom foi aquele sábado na tua companhia e que bom é, agora, ler este teu post. Saber que Cascais é a tua segunda casa e sentir a nossa vila através das tuas palavras enche o nosso coração de alegria.
    Gratas por esta tua partilha e mais uma vez obrigada por voltares a Cascais no dia 17 de novembro.
    Rosarinho e Susana

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CommentLuv badge

Segue-me

  • Tenho saudades de levantar voo. Do friozinho na barriga quando sentes aquele ímpeto em direcção ao céu.
Pertenco a todos os lugares onde nunca fui e me esperam. E a todos aqueles onde deixei um pouco de mim.

Para onde vou agora?
// postcard from Geneve, 2015.
  • Não é o #10yearschallenge mas a diferença é de apenas um ano.

Em agosto de 2010, rumei a Cabo Verde com o grupo de escuteiros em que me incluía.
Já nesta altura a máquina fotografica me acompanhava.

Comecei a tomar mais gosto e a desejar ter esta princesa, quando o Rui, meu colega de grupo, começou a levar a dele para os acampamentos e atividades. Os meus olhos brilhavam sempre que pegava na máquina fotográfica dele e desatava a disparar cliques aqui e ali. Ainda sem grande noção do que fazia, sem grande intenção, mas extremamente apaixonada.

Depois de Cabo Verde, andamos por Londres, Barcelona, Antuérpia, Bruxelas, Paris, Genebra e tantas outras cidades do País, sempre juntas.

Tenho a minha 77D há menos de um ano. Fizemos a primeira viagem até Madrid e já só sonho com novas aventuras por aí fora.
Se há coisa que gostava, era de viajar pelo mundo para o fotografar.

Também tens um sonho, daqueles incríveis? 📸 @ruipperes
  • "Gostaria de crer que isto é uma história que estou a contar. Preciso de crê-lo. Tenho de crê-lo. Aquelas que conseguem acreditar que semelhantes histórias são apenas histórias, têm melhores possibilidades.
Se é uma história que estou a contar, então posso controlar o fim. Então haverá um fim, para a história, e a vida real virá depois. Posso retomar o fio onde me interrompi."
.
📚 // ainda não cheguei a meio desta história e ja me embrulhou o estômago várias vezes.
.
Assusta-me pensar que, talvez não tenha sido há tanto tempo assim uma realidade semelhante ou que, a distância futura não me pareça tão descabida.
.
É aterrozizador pensar nisto, mas quando olho o mundo a cru vejo a loucura insana e o desrespeito constante pelo outro.
. 
É uma história perturbadora mas é também um agitador de águas. Que tenhamos a lucidez necessária para reconhecer todos os sinais!
.
➸ para janeiro em #umaduziadelivros: Crónica de Uma Serva, de Margaret Atwood
  • Mais 365 novos dias para fazermos o que nos faz feliz.

Estou a aproveitar esta semana para preparar o ano, que não consegui deixar tudo pontinho antes do final do ano. É mesmo assim, fazer e refazer. 🙈

Estou a aproveitar as dicas que a @filipammaia deixou num dos seus videos do YouTube e a construir - passito a passito 💃 - o planeamento para os próximos 6 meses. Dá tantooooo jeito, mesmo para quem não tem um negócio, é interessante pensar naquelas questões todas ⇛ Ide lá ver 🙌🏼 // Quem reparou que temos um visual diferente por aqui?
É verdade, este refresh vem acompanhar o blog que também tem cara lavada, para ver já amanhã! 🤗

Aos inícios! 🥂
#mpestanaphoto
📷 @anapestana_
#tribejldesign
  • ⟴ DIVERSÃO // Foi esta a palavra que escolhi para me acompanhar no ano de 2019.
Se o ano que passou foi muito dedicado ao trabalho e à descoberta de mim mesma neste aspecto, agora é tempo de relaxar um bocadinho e curtir.

Falta-me isso. Falta-me rir até doer a barriga, fazer coisas meio malucas e aproveitar. Não quero muito, não existem muitas resoluções a não ser, divertir-me. Curtir tudo o que vier. Equilibrar o Yin-yang e priorizar ser feliz, seja lá como for.

Que o vosso ano, seja também repleto de diverso.
💃🎉
#mpestanaphoto
#tribejldesign
  • ⟴ DIVERSÃO // Foi esta a palavra que escolhi para me acompanhar no ano de 2019.
Se o ano que passou foi muito dedicado ao trabalho e à descoberta de mim mesma neste aspecto, agora é tempo de relaxar um bocadinho e curtir.

Falta-me isso. Falta-me rir até doer a barriga, fazer coisas meio malucas e aproveitar. Não quero muito, não existem muitas resoluções a não ser, divertir-me. Curtir tudo o que vier. Equilibrar o Yin-yang e priorizar ser feliz, seja lá como for.

Que o vosso ano, seja também repleto de diverso.
💃🎉
#mpestanaphoto
#tribejldesign